Esta dança dos cadarços

 Dançada com delicadeza

 Das fitas se faz em laços

 Que são mesmo uma beleza

 

Rua abaixo rua acima

 Ei de te fazer andar

 As solinhas do sapato

 Ei de te fazer gastar

 

( Refrão )

 

Hei-de cantar e bailar

 Hei-de pintar o sarilho

 Enquanto não se acabar

 Os copinhos de quartilho

 

( Refrão )

 ( Refrão )

 

Há três dias que eu não janto

 Há quatro que não almoço

 Há cinco que não te vejo

 Ai meu amor eu não posso

 

( Refrão )

 

Quem me dera que me desses

 Eu também quero te dar

 Abraços até cair

 E beijos até cansar

 

( Refrão )